BlogBento

Novo Indy 2012 esta quase pronto

Posted by Maicon Rubini on 5 Ee octubre Ee 2011 a las 14:55

Fabricantes de motor fazem 1º teste com chassi de 2012
Will Power e Scott Dixon andaram por Chevrolet e Honda nesta terça em mid-Ohio

Os dois principais fabricantes de motores da Indy a partir de 2012, Chevrolet e Honda, fizeram nesta terça-feira o primeiro teste com seus propulsores no novo chassi da Dallara, que passará a ser usado a partir do ano que vem. A sessão foi realizada no circuito misto de Mid-Ohio.

Scott Dixon, da Ganassi, pilotou para a fabricante japonesa, enquanto Will Power, da Penske, foi quem conduziu o programa de testes da concorrente norte-americana. As duas equipes serão as principais clientes de cada um dos fornecedores na próxima temporada.

Em 2012, a Indy passará a utilizar motores turbocompressores, em formato V6 e capacidade para 2,2 litros. Além de Chevrolet e Honda, a Lotus também anunciou que produzirá propulsores para a categoria, mas mas ainda não anunciou oficialmente acordo para fornecimento com nenhum time.

O segundo teste de motores está programado para o oval de 1,5 milha de Las Vegas, logo após a realização da última etapa da atual temporada, que acontece em 16 de outubro. De acordo com a organização da categoria, os treinos terão duração de dois dias.

Os organizadores também divulgaram algumas informações sobre o último teste realizado com o novo chassi da Dallara, realizado há uma semana, em Indianápolis.

O vice-presidente de tecnologia da Indy, Will Phillips, avaliou que o progresso do bólido tem agradado aos organizadores, mas que ainda faltam vários objetivos a serem superados. "Nós já alcançamos a maior parte de nossas metas, mas ainda não chegamos às velocidades que gostaríamos em cada uma das pistas [onde testamos]. Isso aconteceu porque ainda estamos em um período muito incipiente no desenvolvimento do programa de motores e do carro em si. Mas as indicações do que temos feito são boas", pontuou.

"Estamos felizes que o carro tenha potencial para encontrar ou até extrapolar as nossas expectativas", declarou Phillips. O vice-presidente de tecnologia revelou que as expectativas são de que o modelo consiga em breve ser mais rápido que o atual em traçados mistos, de rua e em ovais curtos. Segundo ele, a maior dificuldade será superar os tempos apresentados pelo chassi usado de 2003 a 2011 em ovais longos.

Will Phillips contou que, no teste realizado por Dan Wheldon em Indianápolis, um superspeedway de 2,5 milhas, a velocidade média ficou em torno de 211 mph (cerca de 337,6 kh/h). Na edição das 500 milhas deste ano, por exemplo, a pole position de Alex Tagliani foi conquistada com a média de 227,472 mph (quase 364 km/h).

No último teste, o carro já estava equipado com um motor Honda nas especificações para o ano que vem. "Observamos as velocidades máximas alcançadas, as variações entre velocidade em reta e dentro das curvas e comparamos com os dados do carro atual", detalhou. "Portanto, [o intuito] não era marcar um tempo específico, [até porque o motor] Honda ainda tem seis meses pela frente para ser desenvolvido", justificou.

Notícia: Site Tazio

Categorías: Fórmula Indy, Formula Indy 2012

Añade un comentario

¡Vaya!

Oops, you forgot something.

¡Vaya!

Las palabras que has introducido no coinciden con el texto. Inténtalo de nuevo.

Already a member? Iniciar sesión

0 comentarios