BlogBento

Barrichello busca mais de R$ 5 mi no Brasil para correr com n? 8 na KV

Posted by Maicon Rubini on 9 Ee febrero Ee 2012 a las 19:05 Comments comentarios (0)

Assim que concluiu os testes em Sebring com o carro da KV, Rubens Barrichello voltou ao Brasil com a intenção de reunir o aporte financeiro necessário para ingressar de vez na Indy em 2012. O brasileiro precisa de pouco mais de R$ 5 milhões para assegurar uma vaga na KV e estrear na categoria norte-americana


A decisão de Rubens Barrichello de ir correr na Indy em 2012 está cada vez mais próxima. Assim que concluiu os testes com a KV em Sebring na semana passada, o piloto retornou ao Brasil e iniciou uma série de reuniões para levantar o montante que precisa para levar ao time de copropriedade de Jimmy Vasser.

 

A pouco mais de um mês e meio do início da temporada, Barrichello ouviu da KV de que precisa de US$ 3 milhões (cerca de R$ 5 mi) para correr — situação semelhante à vivida por Tony Kanaan no ano passado, no afã da quebra do acordo com a equipe de Gil de Ferran; aliás, Tony ainda precisa fechar seu orçamento, com cerca de metade das cifras antes mencionadas.

 

 

 

Tão logo terminou de experimentar o DW12 na Flórida, Rubens se viu engajado nesta meta porque quer a Indy para sua vida — como confirmou ontem no programa ‘Jogo Aberto’, da TV Bandeirantes. Na emissora paulista, aliás, o piloto foi conversar com a cúpula e os diretores responsáveis pela parte esportiva para entender como se dá a divulgação e o que pode oferecer nas empresas com as quais conversa para convencê-las a apoiá-lo em sua nova jornada.

 

Fosse na F1, Barrichello teria o apoio da BMC (Brasil Máquinas), representante da Hyundai. Não é o caso na Indy. A empresa não tem interesse no mercado americano e havia crescido os olhos no principal campeonato do mundo principalmente por causa do GP da Coreia do Sul. Mas Rubens tem seus contatos bem feitos com Nestlé e Itaipava — que copatrocinaram a etapa do Anhembi no ano passado — e a Locaweb, que o apoiou nas últimas provas que fez pela Williams.

 

Se a conta fechar, Barrichello já pode se apresentar a Jimmy Vasser como novo membro do time, e aí todo um procedimento começa a ser (re)feito: o de avisar à Dallara para que um novo chassi seja construído, tal como a Chevrolet para encomenda de um novo motor, algo que deve consumir uns 20 dias. Como a KV já tinha três carros no ano passado — além de Kanaan, Ernesto Viso, que segue na equipe, e Takuma Sato, que foi para a Rahal-Letterman —, a tarefa de formar um novo grupo de mecânicos e engenheiros não é das mais complicadas.

 

Grande responsável pela guinada na carreira do ex-piloto da Williams na F1, Kanaan só não vai abrir mão de uma coisa para o amigo: o número do carro. Já estava definido há algum tempo que Tony vai voltar usar o número 11, coincidentemente o de sorte de Barrichello, que vai correr com o número 8 se as negociações forem consolidadas.

 

Nesta quarta-feira (8), por meio de seu perfil no Twitter, o brasileiro admitiu que ainda enfrenta um dilema em casa. É de conhecimento público a resistência da esposa, Silvana, com relação à decisão do piloto de correr na Indy, em função dos muitos acidentes e das pistas ovais. Barrichello também confirmou a busca por patrocinadores. "Nenhuma decisão até o momento. Pequeno dilema em casa, além da tentativa de encontrar patrocinadores para fechar o orçamento. Ainda espero por algo bom", escreveu.

FONTE: GrandePrêmio

A Indy anunciou nesta quarta-feira novidades no regulamento para 2012

Posted by Maicon Rubini on 9 Ee febrero Ee 2012 a las 19:00 Comments comentarios (0)

A Indy anunciou nesta quarta-feira novidades no regulamento para 2012.

Como medida de segurança, categoria vai usar um sistema de mensagens instantâneas entre a direção de prova, comissários, equipes e fiscais, além de luzes nos volantes dos carros para avisar de perigos na pista

Beaux Barfield, novo diretor de provas da Indy, se opôs a uma mudança radical do regulamento esportivo e no conjunto de medidas de segurança da Indy. O dirigente optou apenas por pequenos ajustes nas regras para a temporada de 2012, que começa no dia 25 de março, em São Petersburgo. As alterações foram anunciadas nesta quarta-feira (8).

 

"Para mim, o importante é que algumas regras tenham a ver com o meu estilo, mas fomos cuidadosos para não eliminar alguns elementos valiosos", disse. "Há muita história nessas regras que você deve preservar e se certificar que de eliminar nada importante. Esse regulamento de 2012 será a base para começarmos o de 2013", completou.

 

A grande novidade é a introdução do sistema de mensagens instantâneas entre a direção de prova, comissários, equipes e fiscais. Os chefes dos times também poderão entrar em contato direto com a direção de corrida. A medida é uma ação para evitar problemas como os enfrentados em New Hampshire, quando a relargada foi autorizada, mesmo com a pista oval molhada e provocou um enorme acidente.

 

A Indy também determinou o uso no carro de um mínimo de duas luzes de advertência com relação às condições da pista. O dispositivo será instalado nos volantes dos DW12. Ainda dentro das novidades para 2012, a categoria também vai implementar um sistema de pontuação para os diferentes fabricantes de motores - Chevrolet, Honda e Lotus. As três fornecedoras disputarão um campeonato entre si, somando nove, seis e três pontos de acordo com a colocação de suas equipes nas corridas.

 

As equipes e pilotos ainda participarão de um treino coletivo no oval do Texas em 13 de março.

FONTE: GrandePremio

Rubens Barrichello deve correr na Indy 2012 pela KV Racing

Posted by Maicon Rubini on 5 Ee febrero Ee 2012 a las 17:35 Comments comentarios (0)



Rubinho deve ser companheiro de equipe de Tony Kanaan que já foi campeão da Fórmula Indy



Dan Wheldon morre apos grave acidente em Las Vegas pela Formula Indy 2011

Posted by Maicon Rubini on 16 Ee octubre Ee 2011 a las 20:35 Comments comentarios (0)

O britânico Dan Wheldon, 33 anos, não resistiu a um grave acidente na etapa de Las Vegas da Fórmula Indy e morreu neste domingo (16). Campeão da IRL em 2005 e atual vencedor das 500 milhas de Indianápolis (pela segunda vez na carreira), ele disputava como convidado a corrida que deu o tetracampeonato da categoria a Dario Franchitti (ESC). Ele deixa esposa e dois filhos, sendo um bebê de dois meses.

 

No acidente, na décima volta e que envolveu outros 15 carros que estavam na corrida, seu  decolou e se chocou violentamente contra o muro de contenção. O piloto ainda foi levado com vida, de helicóptero, para o hospital Univeristy Medical Center, mas não resistiu aos ferimentos. Ele fez 133 corridas na Indy, com 16 vitórias, e vinha trabalhando no desenvolvimento do chassi para o ano que vem.

 

Em homenagem ao britânico, os pilotos deram cinco voltas simbólicas no oval, pois a corrida, que havia sido paralisada, foi dada como encerrada. Wheldon largava em último e disputava o prêmio especial de US$ 5 milhões (cerca de R$ 8,5 milhões), que dividiria com um torcedor caso ganhasse. 

 

Antes dele, a última morte registrada tinha sido do americano Paul Dana, nos treinos livres da etapa de Homestead (oval) em Miami, no ano de 2006.

 

No acidente, outros dois pilotos também foram levados para o hospital: J. R. Hildebrand e Pippa Mann. Eles estão bem e passaram por exames. Ainda se envolveram no acidente os carros com Paul Tracy, Wade Cunningham, Townsend Bell, Jay Howard, Tomas Scheckter, Charlie Kimball, Ernesto Viso, Alex Lloyd, Will Power (que disputava o título da temporada e fica, assim, com o vice) e Buddy Rice. A corrida foi cancelada.

 

FONTE: R7.COM

Novo Indy 2012 esta quase pronto

Posted by Maicon Rubini on 5 Ee octubre Ee 2011 a las 14:55 Comments comentarios (0)

Fabricantes de motor fazem 1º teste com chassi de 2012
Will Power e Scott Dixon andaram por Chevrolet e Honda nesta terça em mid-Ohio

Os dois principais fabricantes de motores da Indy a partir de 2012, Chevrolet e Honda, fizeram nesta terça-feira o primeiro teste com seus propulsores no novo chassi da Dallara, que passará a ser usado a partir do ano que vem. A sessão foi realizada no circuito misto de Mid-Ohio.

Scott Dixon, da Ganassi, pilotou para a fabricante japonesa, enquanto Will Power, da Penske, foi quem conduziu o programa de testes da concorrente norte-americana. As duas equipes serão as principais clientes de cada um dos fornecedores na próxima temporada.

Em 2012, a Indy passará a utilizar motores turbocompressores, em formato V6 e capacidade para 2,2 litros. Além de Chevrolet e Honda, a Lotus também anunciou que produzirá propulsores para a categoria, mas mas ainda não anunciou oficialmente acordo para fornecimento com nenhum time.

O segundo teste de motores está programado para o oval de 1,5 milha de Las Vegas, logo após a realização da última etapa da atual temporada, que acontece em 16 de outubro. De acordo com a organização da categoria, os treinos terão duração de dois dias.

Os organizadores também divulgaram algumas informações sobre o último teste realizado com o novo chassi da Dallara, realizado há uma semana, em Indianápolis.

O vice-presidente de tecnologia da Indy, Will Phillips, avaliou que o progresso do bólido tem agradado aos organizadores, mas que ainda faltam vários objetivos a serem superados. "Nós já alcançamos a maior parte de nossas metas, mas ainda não chegamos às velocidades que gostaríamos em cada uma das pistas [onde testamos]. Isso aconteceu porque ainda estamos em um período muito incipiente no desenvolvimento do programa de motores e do carro em si. Mas as indicações do que temos feito são boas", pontuou.

"Estamos felizes que o carro tenha potencial para encontrar ou até extrapolar as nossas expectativas", declarou Phillips. O vice-presidente de tecnologia revelou que as expectativas são de que o modelo consiga em breve ser mais rápido que o atual em traçados mistos, de rua e em ovais curtos. Segundo ele, a maior dificuldade será superar os tempos apresentados pelo chassi usado de 2003 a 2011 em ovais longos.

Will Phillips contou que, no teste realizado por Dan Wheldon em Indianápolis, um superspeedway de 2,5 milhas, a velocidade média ficou em torno de 211 mph (cerca de 337,6 kh/h). Na edição das 500 milhas deste ano, por exemplo, a pole position de Alex Tagliani foi conquistada com a média de 227,472 mph (quase 364 km/h).

No último teste, o carro já estava equipado com um motor Honda nas especificações para o ano que vem. "Observamos as velocidades máximas alcançadas, as variações entre velocidade em reta e dentro das curvas e comparamos com os dados do carro atual", detalhou. "Portanto, [o intuito] não era marcar um tempo específico, [até porque o motor] Honda ainda tem seis meses pela frente para ser desenvolvido", justificou.

Notícia: Site Tazio

Las Vegas fecha a temporada 2011 da F?rmula Indy.

Posted by Maicon Rubini on 28 Ee febrero Ee 2011 a las 11:34 Comments comentarios (0)
Prova noturna permitirá competidores de outras categorias disputarem a corrida.

Após longa negociação, a Fórmula Indy divulgou nesta semana que a última corrida do ano será no circuito oval de Las Vegas, no estado de Nevada.O evento será chamado de Campeonato Mundial da Fórmula Indy.

A pista do circuito de Las Vegas conta com 2,4 km de extensão e tem inclinação que chega a 20º nas curvas. O asfalto foi recapeado recentemente e o autódromo tem capacidade para receber aproximadamente 140 mil espectadores. Esse oval já fez parte do calendário da Fórmula Indy entre os anos de 1996 e 2000, além de sediar provas da Champ Car nos anos de 2004 e 2005.

Durante o anúncio da corrida de Las Vegas, a Fórmula Indy divulgou grandes novidades para essa corrida de encerramento da temporada. Uma delas é para os fãs da categoria. As pessoas que comprarem ingressos para qualquer corrida da Indy neste ano poderá entrar no autódromo no dia da corrida gratuitamente.

"Não há local no mundo que pode proporcionar entretenimento como Vegas. O autódromo é fantástico, além de ser muito rápido. Tivemos algumas das melhores corridas já vistas. Além disso, a promoção dos ingressos agrega valor", comentou Randy Bernard, Presidente da Fórmula Indy..

Mas a principal inovação para a corrida, que será realizada na tarde do dia 16 de outubro, é com relação aos competidores. A Fórmula Indy permitirá que pilotos de outras categorias participem da prova e para isso vai pagar uma premiação de cinco milhões de dólares ao vencedor que vier de outro campeonato de automobilismo.

Bernard também falou com empolgação sobre a novidade da temporada 2011. "Se qualquer piloto de fora da Indy quiser, pode vir. Se ganhar a corrida de Las Vegas, vamos premiar com 5 milhões de dólares. Serão cinco vagas para o desafio, com os nomes sendo divulgados no meio do verão", finalizou o dirigente.

A categoria inicia a temporada nas ruas de Saint Petersburg, no próximo dia 27 de março.


F?rmula Indy 2011: Calend?rio Oficial

Posted by Maicon Rubini on 25 Ee febrero Ee 2011 a las 11:35 Comments comentarios (0)
Vai começar em março mais uma sequência de provas espetaculares da Fórmula Indy, uma exclusividade da Band.
Para a temporada 2011, os organizadores da competição prometem algumas inovações nas regras para aumentar a disputa entre os pilotos e propiciar mais emoção para o público. A prova em São Paulo, no dia 1º de maio, será a quarta da temporada.

Confira o calendário oficial para este ano:
27 de março Honda Grand Prix of St. Petersburg
10 de abril Honda Indy Grand Prix of Alabama
17 de abrilToyota Grand Prix of Long Beach
1º de maio Sao Paulo Indy 300
29 de maio Indianapolis 500 Mile Race
11 de junho Firestone Twin 275s
19 de junho The Milwaukee 225
25 de junho Iowa Corn Indy 250
10 de julho Honda Indy Toronto
24 de julho Edmonton Indy
7 de agosto Honda Indy 200
14 de agosto New Hampshire Motor Speedway
28 de agosto Indy Grand Prix of Sonoma
4 de setembro Baltimore Grand Prix
18 de setembro Indy Japan 300
2 de outubro Kentucky Indy 300
16 de outubro Las Vegas

Las Vegas: A Indy vai criar vagas para cinco pilotos fora da categoria poderem disputar a ?ltima etapa no ano. Se algum deles vencer a corrida, leva um pr?mio de R$ 8 milh?es

Posted by Maicon Rubini on 25 Ee febrero Ee 2011 a las 11:33 Comments comentarios (0)

No dia 16 de outubro os carros da Fórmula Indy vão acelerar em Las Vegas. A etapa, que vai fechar o campeonato de 2011, foi anunciada nesta terça-feira em coletiva realizada na cidade dos cassinos. A corrida vai acontecer no Las Vegas Motor Speedway, que já recebeu a Indy entre os anos de 1997 e 2000.

Além do anuncio da última etapa das 17 agendadas para a temporada 2011, outras duas novidades foram divulgadas. A primeira é que as pessoas que comprarem qualquer ingresso das outras 16 etapas vai concorrer a um ingresso para a etapa de Las Vegas.

A outra é que a Indy vai selecionar cinco pilotos que estão fora da categoria para correr na última corrida do ano. Caso um deles ganhe a prova, vai receber um prêmio de US$ 5 milhões (cerca de R$ 8 milhões). A intenção é atrair pilotos da Nascar, a principal categoria de Stock Car dos Estados Unidos.

A temporada 2011 da Fórmula Indy começa no dia 27 de março, com a prova nas ruas de St. Petersburg, na Flórida. A Band vai transmitir a temporada completa, inclusive a São Paulo 300, no dia 1º de maio, e as 500 Milhas de Indianápolis, que completa o seu centenário em 2011.

Redação: Renan Falcão

 

De Ferran est? fora da Indy e Tony Kanaan busca carro para 2011

Posted by Maicon Rubini on 25 Ee febrero Ee 2011 a las 11:27 Comments comentarios (0)

Foto: Daniel Incandela/Divulgação

A equipe De Ferran Dragon anunciou nesta quinta-feira que não vai participar da Fórmula Indy. A decisão foi tomada depois de não conseguir os patrocínios necessários para manter o time. A equipe do brasileiro Gil de Ferran tinha anunciado em dezembro Tony Kanaan como seu piloto para a temporada 2011, mesmo sem ter uma garantia de disputar as 17 provas deste ano. “Nós sabíamos que eles precisariam viabilizar a entrada de patrocinadores para a equipe competir na temporada 2011”, declarou o piloto baiano, que correu os últimos sete anos pela Andretti.

Com a decisão, Kanaan volta as suas atenções para conseguir alguma das vagas que estão sobrando, faltando cerca de um mês para a abertura da temporada. “Agradeço todo o esforço da De Ferran Dragon Racing durante este período, e o que posso dizer agora é que estou muito determinado e farei tudo para encontrar uma equipe competitiva para a temporada 2011 da Fórmula Indy. Vou continuar lutando para fazer aquilo que realmente eu amo: pilotar um carro de corrida”, disse em nota.

Kanaan lamentou pelo encerramento das atividades da De Ferran Drago. “Eu acompanhei de perto todo o processo e, como integrante da equipe, também tentei ao máximo para que conseguíssemos o apoio das empresas, porém, infelizmente, não aconteceu”.

A Fórmula Indy começa no dia 27 de março, com a corrida nas ruas de St. Petersburg. A categoria tem transmissão da Band nas 17 etapas, incluindo a São Paulo 300, realizada no dia 1º de maio, e as 500 Milhas de Indianápolis, que completa em 2011 o seu centenário.

Redação: Renan Falcão

FONTE: EBand